Baú de Memórias

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Antonio Facciolo

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Antonio Facciolo (Piva)

 

Antonio Facciolo nasceu em Araraquara, filho de Francisco Ângelo Facciolo e Augusta Piva Facciolo. Em 1910, sua família mudou-se para Taquaritinga onde seu pai, como músico, foi reger a Banda Musical. Em 1914, transferiram-se para Itapuí (antiga Bica de Pedra), tendo Sr. Francisco assumido a Banda do então Partido Democrático e abrindo uma oficina de relógios, onde Antonio aprendeu a profissão de relojoeiro. Casou-se com Júlia Sgaviolli em 1929, que veio há falecer um ano depois. Em 1933, Antonio veio para Pederneiras a convite do maestro Francisco Paini para participar da banda. Instalou aqui uma oficina e relojoaria na esquina das ruas Cel. Coimbra e atual 9 de Julho. Esportista, defendeu as cores do Ford Futebol Clube, tornando-se um batalhador pela fundação da Associação Atlética Pederneiras, onde foi seu presidente por mais de trinta anos. Casou-se pela segunda vez em 11 de abril de 1934, com Teresa Sgaviolli. Dessa união nasceram Esmeralda, Gleedis Leny e Franciliano Facciolo. Em 1943 adquiriu o serviço de Alto Falantes Comercial “A Voz de Pederneiras”, que levava ao ar músicas, festividades e notícias. Na década de 1940, sua relojoaria e joalheria “A Esmeralda” era a maior do ramo na cidade, com variedade de relógios Omega e Tissot, canetas Parker e Sheaffer’s, rádios RCA Victor, refrigeradores Westinghouse, instrumentos e discos musicais, óculos, artigos para presentes em vidros, louças, porcelanas e cristais. Prestava também o serviço de locação de aparelhos de som para festas, bailes, aniversários, casamentos etc., novidade para a época. Era representante dos aviões “Cessna”, aceitando encomendas dessas aeronaves. Após longos anos de lutas, conseguiu a autorização do prefixo e em 7 de setembro de 1952 inaugurou a Rádio Cultura de Pederneiras. Foi eleito vice-prefeito nas eleições municipais de 1951, na gestão do prefeito Afonso Ruiz Romero (1952-1955), e eleito nas eleições municipais de 1955, como vice na primeira gestão de Michel Neme (1956-1959). Pelos relevantes serviços prestados a comunidade, a Câmara Municipal de Pederneiras lhe concedeu, em 19 de Maio de 1970, o título de Cidadão Pederneirense. Antonio Facciolo faleceu no dia 12 de novembro de 1987.

 

Pesquisas: Rinaldo T. Razuk.

Actualizado em Terça, 05 Janeiro 2010 01:03  


Estatísticas

Membros : 5
Conteúdo : 66
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 400985

Galeria de Imagens