Baú de Memórias

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Espetáculos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Espetáculos


A mais antiga notícia de teatro que temos é do grupo de amadores \\\\\\\"Oduvaldo Viana\\\\\\\" dirigido por Américo de marco entre 1938 e 1943. Participaram desse grupo Rosa Angelina, Pura Torres, Augusto Vicário, José Caparroz Filho, Diva Sória, Vicente Bertolini e Emília Gazoli. Augusto Vicário era o mais engraçado humorista da época, mas tambem tinha José Caparroz no humor. Grande declamador de poesia era Vicente Bertoni. E cantores que se apreentavam no teatro eram JOsefina Beltramini, Belly Nepomuceno e Américo de Marco, acompanhodos pelo piano de Luiza Dias de Marco. Em 1944 Havia o grupo de teatro do Grêmio Literário Anchieta de Pederneiras, dirigido por Elias Simão (ator do maior comunicação de Pederneiras). Participavam do Gremio Literario Anchieta:Tereza Marques, Sidiney Giovenazzi, Eneida Paes de Almeida, Elza Massad, Dirce Mai, Jarbas Paini, Geraldo Ruiz, Jair A. Nogueira, Leontina Burgo, Cláudio Martinez, Lourdes C. Carvalho, Francisco Pereira dos Santos, M. Nazareth Pimentel, Neusa Cestari Fabri, Zuleika Rauter, Iracema Zômpero, Roberto Vicário, e Jayme de Oliveira. De 1943 a 1947 existiu o primeiro teatro juvenil de Pederneiras. Seu criador foi o Dr. Raul Davi Pimentel, Diretor do Ginásio Anchieta, que formou um grupo com os alunos. O Dr. Raul escrrevia as peças que os alunos encenavam. As de maior sucesso foram \\\\\\\"Príncipe Encantado\\\\\\\" e \\\\\\\"As Chuvas Chegaram\\\\\\\". Era teatro amador na pura concepção da palavra, pois o grupo fazia os cenários, as instalações para iluminação, desenhos dos cenários e até os cartazes de propaganda. Faziam parte do grupo Juraci Cestari, Dirce May, Alaide, Farid Razuk, Geraldo Ruiz, Niquinho Ruiz e Wilson Ruiz. Entre os anos de 1949 a 1952, o Teatro de Amadores de Pederneiras tinha direção artistica de Américo de Marcoe contava com os seguintes integrantes: Antonio Ruiz Fernandes, Naintala Cury, Arnaldo Mantini, Antonio F. Ruiz, (Túney), Antonio Macário, Lydia Garcia, Wilson Ruiz, (humorista imitava Mazzaropi), Geraldo da Silva (Tico da Prefeitura) que tinha naquela época, no meio teatral, o apelido de \\\\\\\"o gostosão do bar Pif Paf\\\\\\\". Em 1955, no ginásio Anchieta, agora localizado na Rua Felipe Lébeis de Aguiar na Vila Ruiz, a diretora Professora Sebastiana Floripes Pires de Campos formou outro grupo de teatro denominado \\\\\\\"Grupo de Teatro Escola Pio XII\\\\\\\". Menbros: Elias Simão, Amilton Vieira, Regina Célia de Oliveira Dias, José Pelegrinelli, Dirceu Rafael Torres, (Bade Vioto) Maria da Glória Minguilli e Maria Lassalet Maran. Teatro em Guaianás nos anos 50 e 60 existiu um grupo teatral no distrito de guaianás dirigido por D. Elana Toledo Martins (Dona Neguita), com seus filhos Zeca, Luiz, Eleninha, Cecília e Angela Toledo Martins mais os nomes de Celso Marafioti e Ariovaldo Marques. Outro grupo que existiu em Pederneiras nos anos de 1966 a 1968 era formado por Dr. Humberto Moreira da Silva Neto, Izavam Ribeiro Macário, Maria da Glória Minguili, Irani Paini, Eunice Soares dos Santos, Cleuza Olbera, Inês Fantim, Maria Aparecida de Almeida Pinto, Urani Fabri e Samuel Ferro. Ainda em 1968, alunos do Colégio Estadual e Escola Normal Anchieta formaram o grupo \\\\\\\"Viola Eluarada\\\\\\\", que fez varias apresentações da peça intitulada \\\\\\\"Canto Chorado\\\\\\\", de autoria do professor José Rubens de Oliveira, conhecido como professor Maranhão. Eram integrantes o próprio professor Maranhão, José Valinete, Murilo Murça de Carvalho, Jair Arismar Brumati, Solange Chaves Sgavioli, Veranice Cantarim, Marina Biasin, Aparecido Alves (Cidinho Preto) e Jorge Carlos Razuck (Dodi)


Espetáculos


Projeto da Biblioteca Municipal, o espetáculo \\\\\\\"Curupira e Cia\\\\\\\" foi criado através de textos selecionados da cultura popular. A idéia de montar o espetáculo surgiu através da busca de uma forma mais dinâmica e atraente para dar continuidade à cultura popular comemorada no mês de agosto. Direção de Luiz Marcos Fuluzette. Elenco: Rosana Oliveira, Adriana, Lilian, Leandro, Luiz Marcos. Apresentações: 21 a 26 de agosto de 1995, com convites à 50 centavos.

Nós, seres humanos, externamos sensações como chorar, para aliviar a tristeza, sorrir para demonstrar alegria e contentamento, gritamos para extravasar a raiva. Mas, seriam estas as únicas formas de expressão dos sentimentos? Ao observar a arte em geral -literatura, música, desenho, pintura, escultura - percebemos que cada artista, ao criar sua obra, transmite idéias, pensamentos e, conseqüentemente, sentimentos.

Peça teatral \\\\\\\"Habitante do Sonho\\\\\\\" realizada em junho de 1997.

Veja página atualizada em Artes e Cultura: Teatro.

Actualizado em Terça, 05 Janeiro 2010 00:57  


Estatísticas

Membros : 5
Conteúdo : 66
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 441019

Galeria de Imagens