Baú de Memórias

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

Japoneses

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A Imigração Japonesa


O primeiro contingente de japoneses aportou em Santos no vapor japonês “Kasato Maru” em 1908, trazendo 165 famílias, num total de 781 pessoas.

Estes imigrantes tencionavam trabalhar por alguns anos, nas fazendas de café e obter uma poupança para voltar às suas terras.

Os primeiros proprietários japoneses plantadores de café foi na região de Araraquara em 1918. Foi a partir de 1928 que oficialmente os japoneses no Brasil alcançaram o número de 188.622, sendo o maior, no Estado de São Paulo.

(Fonte: Sociedade de Cultura Japonesa – Câmara de Comércio – Consulado Geral do Japão - Depto. Cultural).

 

Os Japoneses em Pederneiras

 

Alguns japoneses se instalaram em Pederneiras, mas várias famílias se transferiram para comunidades de maior número de nipônicos.

Entre estes, destacamos Mario Assano, Kihoshi Nozuma e Nabe Komatsu.

Os irmãos Hidekumi, Massao e Vitório Higashi tinham instalada na Av. Tiradentes a Panificadora Primavera.

O casal Massashi e Miski Maeda, manteve por longos anos uma tinturaria na baixada da Rua Santos Dumont. Tiveram três filhos: Mamoro, Misai e Yutaka Maeda.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Isematsu Yokoto, de Ehime-Ken chegou ao Brasil em 1922. Casou-se com Minao Yokoto, de Yamagata-Ken e tiveram cinco filhos: Sasse, Yoshi Kazu, Toyoko, Tamio e Kazuo Yokoto.

Seguiu para Promissão trabalhar em fazenda de café, mudando-se para Pederneiras em 1949 onde arrendou terras para produção de hortaliças, servindo a cidade e a capital.

Ysematsu Yokoto manteve comércio de horticultura e frutas até 1967, daí assumida pelo filho Tamio Yokoto (Toninho).

Pesquisas: Rinaldo T. Razuk.

Actualizado em Terça, 05 Janeiro 2010 01:00  


Estatísticas

Membros : 5
Conteúdo : 66
Favoritos web : 6
Visualizações de conteúdos : 441072

Galeria de Imagens